Por Rebecca

James C. Christensen é um famoso pintor Mórmon, professor de arte, ilustrador e pai. Ele é um cristão que pertence a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (erroneamente chamada de Igreja Mórmon pela mídia). Suas obras incluem santos Católicos, historias das escrituras, ilustrações de ficção cientifica e parábolas. Sua arte é mais conhecida pelas obras de fantasia como barcos e porcos voadores. O trabalho de James possui frequentemente um significado cristão e é fácil identificar os temas SUD – onde os seres humanos são retratados como eternos, muitas vezes se esforçando para melhorarem a si mesmos; assim como o Everyman lutando para fazer que sua luz brilhe em um mundo de trevas, onde os personagens mostram coragem e fé na adversidade.

“Meu objetivo”, diz Christensen, “é o de sempre começar com o desejo de se comunicar com a imaginação de alguém”. Ele continua: “Minha obra é um convite à imaginação; para que ela corra livremente, explore e faca suas interpretações livremente”.

…Sonhos, esperanças, medos e humor entrelaçados na vida cotidiana, Christensen produziu obras de arte encantadoras. “Minhas pinturas tem o objetivo de incitar a imaginação e convidar o observador a se tornar participante do processo criativo”, diz Christensen.

O Mórmon famoso cresceu na Califórnia, e viveu alguns anos no exterior – também retratados em suas obras. Atualmente ele vive em Orem, Utah, mas viveu também na Espanha em Madri, com sua esposa. Quando era jovem, ele foi chamado por um profeta de Deus para servir como missionário no Uruguai. Por dois anos, ele ensinou o povo da Espanha a respeito do evangelho restaurado de Jesus Cristo. Mais tarde ele acompanhou seus alunos pelo México e a Europa.

A arte tem sido uma parte muito importante da vida familiar. Ele construiu sua casa “cheia de passagens secretas e esculturas inspiradas em sua arte”. Ele ajudou sua esposa Carole a criar seus cinco filhos, e três de suas filhas seguiram seus passos na carreira artística. Ele e sua esposa são co-presidentes da Fundação de Artes Mórmon. Ele fez um mestrado na Universidade Brigham Young (BYU), e desejava se tornar professor na mesma universidade. Porém ele se mudou para a Califórnia, e trabalhou como professor de arte do segundo grau. Era um trabalho que ele não queria; “Não fazia parte de nossos planos, mas foi onde amadurecemos espiritualmente e aprendemos como ser membros fortes e ativos da Igreja. Eu fazia parte do bispado e não tinha nem trinta anos, e Carole serviu também em varias posições de liderança”.

James ainda sonhava em ensinar na BYU, e por anos, ele persistiu aplicando e reaplicando para uma posição de professor. Nesse meio tempo, ele se mudou para Utah para trabalhar como designer e ilustrador da revista para a juventude New Era. Ele então decidiu parar de orar por uma posição na BYU depois de oito anos sendo recusado. Ele aprendeu a aceitar o tempo de Deus e a aprender que Ele sempre ouve as orações de Seus filhos.

Eu cheguei a um ponto que eu parei de orar por uma posição na BYU. Eu sabia que o Pai Celestial já sabia o que eu queria… Eu aprendi depois de realmente Ele estava me ouvindo… Ele preparou um meio para que eu pudesse ser aceito, não da maneira que eu pensava. Eu recebi um testemunho de que Deus estava cuidando de mim, mas no seu próprio tempo.

Depois de três meses, James foi convidado para ensinar design e ilustração na BYU. Seu trabalho anterior como designer e ilustrador para as revistas da Igreja SUD o levou a uma carreira de ensino na BYU que durou vinte e um anos.

James também teve a oportunidade de pintar os murais de templos Mórmons famosos. Ele foi honrado com a oportunidade de pintar as paredes internas do Templo de Nauvoo. Um templo é a Casa de Deus onde importantes convênios e promessas são feitos com Deus. As famílias Mórmons sabem que os “templos são lugares sagrados na terra – um lugar onde o céu e a terra se encontram e nos sentimos mais próximos de nosso Pai Celestial e Jesus Cristo”. Este prédio histórico foi o mesmo lugar onde os primeiros pioneiros Mórmons obedeceram as orientações de Joseph Smith e construíram o templo original de Nauvoo.

 

Algumas obras de James Christensen

Time-Life Books

Omni

Cover of Leading Edge issue #41 which won a Chesley Award in 2002

American Illustration Annual

Japan’s Outstanding American illustrators

ABC’s episode of Extreme Makeover: Home Edition (2005) (pintou um membro da família representando-o como uma fada)

A Shakespeare Sketchbook (2001)

A Journey of the Imagination: The Art of James Christensen (1994)

Voyage of the Basset (1996)

Rhymes & Reasons (1997)

 

Prêmios

Professional Art Honors at the World Science Fiction Convention

Chesley Awards from the Association of Science Fiction and Fantasy Artists

 

Recursos Adicionais

Receba uma copia gratuita do Livro de Mórmon