Agricol Lozano Herrera foi um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (comumente conhecida como a Igreja Mórmon). Ele foi um pioneiro mórmon, sendo um dos primeiros missionários de tempo integral do México. O mais velho de 13 filhos, ele nasceu em 1927 em Tula, também chamada Tula de Allende, uma cidade entre as 84 municipalidades de Hidalgo no centro-leste do México.

O pai de Agricol, que se chamava Agricol também, se uniu a Igreja depois de ouvir sobre o Mormonismo da mãe de Agricol. Ela foi empregada de Rafael Monroy que é conhecido entre os Santos dos Últimos Dias no México como um mártir da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Monroy se tornou membro da Igreja em 1913. Ele foi ordenado como Presidente do Ramo por Rey Lucero Pratt conhecido como o “Pai da Missão Mexicana”, tendo servido por vinte e três anos nessa posição e seis anos como Autoridade Geral. Monroy foi feito prisioneiro pelo Exercito de Liberação do Sul (Zapatistas) em 1915. Quando foi pedido a ele que mostrasse suas armas, ele mostrou a Bíblia e o Livro de Mórmon (Outro Testamento de Jesus Cristo) e disse: “Estas são as únicas armar que eu carrego” (citado no Church News em 17 de dezembro de 1994). Ele foi executado junto com outro líder Santos dos Últimos Dias de nome, Vicente Morales, em 1915 em São Marcos, Hidalgo, porque se recusou a renunciar a sua fé.

Na sua infância, Agricol frequentemente ajudava seu pai no negócio de assentamento de tijolos. Ele então foi para a Cidade do México para se tornar um jogador de futebol profissional, mas ele nunca conseguiu ter sucesso. Eventualmente serviu como missionário durante dois anos para a Igreja no México. Depois de sua missão ele trabalhou como zelador do Museu de Antropologia e Historia do México. Ao participar de uma caravana ao Templo de Mesa no Arizona nos anos 40 ele ouviu um discurso de Spencer W. Kimball e decidiu se tornar um advogado defendendo os direitos do povo indígena do México. Ele recebeu seu bacharelado da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM). Por muitos anos ele serviu como Conselheiro Chefe da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no México e foi uma das figuras centrais ao ajudar a Igreja a receber o reconhecimento legal do país em 1993. Sua franqueza no falar foi a responsável pela sua prisão pelo governo mexicano uma vez.

Agricol foi também um poeta e sua poesia “tem sido comparada a de Walt Whitman e seu comprometimento em viver o evangelho da Igreja SUD ao de Orson Pratt e Parley P. Pratt” (Deseret News, 5 de março de 1995). Ele também é o autor de vários livros entre os quais Historia del Mormonismo en México [A Historia do Mormonismo no México] (1983), no qual defende sua tese de que o povo Mexicano ocupa um lugar especial como parte da Casa de Israel e descendentes de Leí do Livro de Mórmon (Outro Testamento de Jesus Cristo). Seus outros escritos incluem Jesús el Cristo en la Biblia [Jesus o Cristo na Bíblia] (1983) e La Apostasia [A Apostasia] (1982). Em 1980 ele escreveu Historia de la Iglesia en México [Historia da Igreja no México] que em geral possui o mesmo assunto e tema do seu livro de 1983.

Ele foi o primeiro latino a servir como Presidente de Estaca no México. Ele se tornou Presidente da Estaca da Cidade do México Norte em 1967. Antes disso, ele serviu como Conselheiro na primeira Presidência de Estaca na Cidade do México. Devido ao rápido crescimento da Igreja e da divisão das Estacas de tempos em tempos, ele também foi chamado como Presidente de outras estacas. Ele também serviu como Presidente da Missão Argentina Bahia Blanca e como Representante Regional dos Doze Apóstolos. Ele também se envolveu com o comitê de Educação da Igreja no México, e serviu como Presidente do Templo da Cidade do México de 1993 a 1997.

Agricol Lozano Herrera se casou com Maliche Gomez, proveniente de Tampico, uma cidade e um porto do estado de Tamaulipas, localizada no sudeste do estado, diretamente ao norte da fronteira com Veracruz. Eles tiveram seis filhos. Ele faleceu em 29 de julho de 1999.

Em um discurso dado no México em novembro de 1997, Presidente Gordon B. Hinckley, então Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, disse o seguinte a respeito de Agricol Lozano Herrera:

Eu gostaria de ver o Irmão Agricol Lozano entre nós. Ele é o presidente por excelência do Templo, ele serviu mais tempo do que o requerido, e realizou um trabalho maravilhoso. Eu gostaria de expressar a ele diante de todos vocês, o amor que a Igreja tem por ele por causa de seu excelente serviço no Templo. Eu vim ao México muitas vezes, sister Hinckley me disse que essa é sua primeira vez no México, eu tive a oportunidade de estar aqui varias vezes. Durante os 39 anos em que tenho sido uma Autoridade Geral para a Igreja, Irmão Lozano, nos últimos anos, tem sido meu assistente, meu tradutor, meu guia, meu protetor e meu amigo.